Postagens populares

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

DILMA E SUAS DORES DE CABEÇA

A presidente Dilma Rousseff chamou ontem o vice Michel Temer e os ministros da coordenação política para tentar abafar a crise envolvendo o PMDB e o PT por cargos no segundo escalão. Em duas horas e meia de conversa, no final da tarde, Dilma e sua equipe cobraram maior diálogo entre os partidos e priorizaram a questão econômica como tema de governo.

Foi marcada também para o próximo dia 14 a primeira reunião ministerial do governo, que ocorrerá no Planalto para discutir a situação da economia brasileira e ameaça de aumento da inflação, além das negociações políticas.

No encontro da coordenação, Dilma pediu ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, que preparasse um levantamento sobre o quadro econômico. As informações vão balizar ações e encontros da presidente nos próximos dias. Mantega também foi orientado a apresentar exposição sobre a crise financeira internacional e seus reflexos no país para a primeira reunião do ministério.

Em entrevista na noite de ontem, o ministro de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, um dos participantes da reunião de coordenação, tentou minimizar a crise envolvendo PT e PMDB pelos cargos de segundo escalão.

Durante o dia, Dilma recebeu as visitas do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, do Senado, José Sarney, e do ministro Antonio Palocci. Conversou também com o presidente do STF, Cézar Peluso.

Nenhum comentário: